agosto 21, 2008

O Problema de Ser Norte



Digo-te por isso
que não me obrigues a luz.
Que escrever não é fácil,
que viver não é fácil
quando começamos a frase a meio.
Que lavo a cara ao chegar tão tarde
e mesmo assim o dia não se despega,
e mesmo assim
tu não estás, ninguém está.
Que não tenho espaço na minha secretária,
na minha vida, na minha cama
para tanto espaço.
Que já me disseram urbana,
e nem por isso me disseram decadente,
e que eu gostei.
Que já me disseram
muitas vezes
disfarçadamente triste,
e que por isso, por ser triste, por
sermos todos tristes, não mo deviam dizer.
Digo-te por isso
que não era minha intenção dizer-te mais uns versos
tristes e sem luz, e por isso, só por isso,
não era minha intenção dizer-te nada.

Filipa Leal

2 comentários:

Kovacs disse...

Filipa de Mira Godinho Grego Leal , portuguesa, fiquei conhecendo aqui e gostei. Obrigado.

Lady Cronopio disse...

Fico feliz por ter-lhe apresentado alguém! E mais ainda por você ter gostado.
Beijos