julho 07, 2016

June

Chove e faz frio
Enquanto não pontua
O sentido da vida no meu coração 
Claridade no céu 
de nuvens amolecidas e caiadas de saudade
Arco-íris surgindo de mansinho
Que nem você chegando na minha vida
-trazendo luz, cor e
esperança de cruzar o arco fronteira
para me tornar 
O que era antes de te perder ontem

Eu de ti lembro inteiro
Do abraço na chegada 
que me conta o tamanho da saudade que também é tua

Das mãos que percorrem meu rosto e assanha meus cabelos

Da tua voz no meu ouvido
dizendo o que meu coração já sabe 

Da tua boca bonita colando na minha o melhor beijo que há

Eu de ti lembro
Cada movimento na direção do meu sentir

Do teu riso,
Teu jeito de inclinar a cabeça quando me presta atenção 
Da maciez dos teus cabelos nos meus dedos
Do perfume teu que me penetra cada poro

Eu de te lembro pois existo
E em mim persiste tudo que é teu

Cada sentido meu te reconhece, te pressente e te sente a falta

De ti eu lembro quando existo
Dos instantes todos em que inertes, pasmos e encantados ficamos.

Em tua lembrança toda história nossa se repete 
a cada vez que cruzas o céu para me encontrar
E o nosso amor se refaz até mesmo no último segundo de te olhar
Quando minhas retinas te fotografam 
E tua imagem crava-se nas paredes deste coração que é teu
E guardo teu abraço  pra me aquecer até você voltar

Alba N.

Nenhum comentário: