novembro 24, 2010

Mimo para os 27 que me seguem

Mundo de K: 500 Anos de Mulheres na Arte Ocidental

Sempre faço referência ao blog Mundo de K, onde me encontro com os posts mais elegantes no quesito Arte, que este mundo virtual pode nos oferecer.
Minha "caretirinha" de sócia, já tem 2 anos e tanto, e é sem prazo de validade.
Sou fã inconteste.
Posts novos, são obrigatórios, e os antigos, surpresas que me surgem que nem presente inesperado.
Este, de 2007, é imperdível.
Copiei meu comentário, como apresentação.
Divido com vocês, e convido-os a conhecer.
E aquela coisa toda aos meus 27 seguidores!
Evohe, Kovacs.


"Ah, Alexandre!
Vir a seu blog, abrir uma janela qualquer e sempre sempre, ver-se perante um mimo de arte, seja ela qual for...
Simplesmente magnífico este video! Não o conhecia e encantei-me com tudo: a música perfeita, a sincronia deliciosa entre as imagens que se fundem de uma forma tão viva que em algumas passagens, sente-se a alegria do sorriso, fundindo-se impiedosamente com um ar de tristeza que espera o rosto seguinte... e o olhar? Sim, não tenho medo de dizer, concordando com você, que é mesmo um só olhar que nos percorre em cada uma das mudanças de cena, pincel, cultura, século ou estado de espírito do pintor ou da sua musa. Eis o segredo do artista que traz esta beleza para nós: todas as mulheres numa só. O sonho de uns e o pesadelo de outros, mas no fim, é isso... o olhar de uma mulher ultrapassa os limites do tempo ou de qualquer outra invenção do homem. Ele existe, é nossa alma única, perene e infinita.
Grata.
Você sempre me emociona".

6 comentários:

M. disse...

Mimo bom!

Vou espreitar...

Lady Cronopio disse...

Bom que gostou, M.
É sempre uma alegria saber que nossos mimos agradaram.
Beijos e aquela coisa toda.

Kovacs disse...

Obrigado pela citação ao Mundo de K e pelo belo e generoso comentário!

Lady Cronopio disse...

Alexandre, este é o mínimo diante do máximo que é seu Mundo!
Beijos

Djabal disse...

Concordo integralmente. Com ambos.
São seres sensíveis e antenados. Cada um a seu modo. Indispensáveis. Beijos e abraços, e aquela coisa toda. rsrsrs

Lady Cronopio disse...

Entre os dois cavalheiros, só posso mesmo me sentir toda prosa!