abril 21, 2010

Lembrando Djabal. Onde anda você?


"Sou prateado e exato. Não tenho preconceitos.
Tudo o que vejo engulo no mesmo momento
Do jeito que é, sem manchas de amor ou desprezo.
Não sou cruel, apenas verdadeiro -
O olho de um pequeno deus, com quatro cantos.
O tempo todo medito do outro lado da parede.
Cor-de-rosa, malhada. Há tanto tempo olho para ele
Que acha que faz parte do meu coração. Mas ele falha.
Escuridão e faces nos separam mais e mais."

Espelho, Sylvia Plath

3 comentários:

Kovacs disse...

Grande Djabal, gosto muito dele, ótima lembrança!

Lady Cronopio disse...

Bom te ver aqui...
Saudades também de ti.
Devendo leituras e coisa e tal.
Não tardo.

Djabal disse...

Oi, minha amiga querida. Ando por aqui, (http://djabalmaat.blogspot.com/).
Entretanto, eu preparo um novo blog, com outra moldura, e o conteúdo parecido. Vamos ver como fica, depois conto.
Beijos e aquela coisa toda.