junho 16, 2011

Instantes







escrevo poemas tão lindos...
- mas não os escrevo de fato.
apenas eles me chegam em impossíveis instantes de tomar a pena, o teclado, o gravador...
eu só penso neles.
e então meus lindos poemas correm por dentro de mim.


albanegromonte

18 comentários:

Niedjon disse...

ADoreeeei!!!
Naun sabia dessa inspiração toda naun!!
Surpreso... rs...
As criancinhas são mesmo inspiradoras.... hahhaha
;)

Lady Cronopio disse...

Inho!! Você veio! Que bom. Tem mais coisas por aí... vai catando...
Pra você ver o que faz a pediatria neste mundão véio sem porteira!
Beijos!

M. disse...

E que bem que correm...Eu vejo-os mais a deslisar...:)

Lady Cronopio disse...

M., deu até vontade de alterar o verso...
Beijos!

Djabal disse...

Na floresta o rouxinol
Canta sem nenhuma regra;
Acharás muito melhor, tipo belga.

Vejo que dás alimento,
Na gaiola, aos passarinhos;
E eles, de contentamento,
Beliscando os teus dedinhos.

É mais ou menos assim que Heine escreveria o sentimento que você descreveu. A imagem do rio interior foi substituída pelo pássaro cantador, natural, sem motivo. Apenas cantam ambos.
Beijos e aquela coisa toda.

Marcos Almeida disse...

A escrita corre nas veias com um determinado propósito pois nada nessa vida pode ser sem razão afinal o que você acha que faz pulsar tão forte este tão frágil coração?

Abraços

Lady Cronopio disse...

Que verso bonito, Djabal!
Heine escreveria assim? Hum... e quem escreveu assim tão lindamente?
Sempre surpreendente, você.
Beijos e aquela coisa toda.

Lady Cronopio disse...

Belíssimo comentário, Marcos.
Sua pergunta responde-se tão bem que dispensa o que pode vir depois...
Grata pela visita.
Abraços

Lajlah Najua disse...

muito bom!! parabéns pelo blog

Lady Cronopio disse...

obrigada pela visita, Lajlah!
beijos

Ivan disse...

Quem nunca esqueceu um verso? Acontece direto comigo...
Abraço

Lady Cronopio disse...

Eita, Ivan... é certo mesmo isso... Esquecer e coisa e tal...
Beijos!

Maria Teresa de Brum Fheliz Benedito disse...

Olá!
Adorei seu modo ímpar de escrever.
Voltarei e vou seguir seu blog.
Parabéns!
Um abraço e feliz vida para você, Maria Teresa

Lady Cronopio disse...

Maria Teresa, muito grata pela visita, e principalmente pelas palavras de incentivo. Volte sempre.
Beijos

Luiza disse...

Gostei muito do seu blog. Comecei um agora também. Se quiser, passa lá http://enquantoeutiverperguntas.blogspot.com/

bjs

Nanda Assis disse...

então vc é a nascente dos poemas. enfim descobri de onde nascem.

bjos...

Lady Cronopio disse...

Luisa, muito grata pela visita.
Irei sim, no seu blog.
Beijos

Lady Cronopio disse...

Nanda, que bonito isso que você disse!
Obrigada,
Beijos