novembro 07, 2010

Para Erwin





Todas as manhãs, entre o enfiar
do sapato esquerdo e do sapato direito
(...) vê a vida desfilar-lhe diante dos olhos.
Por vezes só a custo consegue
calçar o sapato direito.

Judith Herzberg

5 comentários:

M. disse...

Se calhar mais vale comprar sapatos sem atacadores...

Lady Cronopio disse...

Certamente, M.
Seu dizer complementa a ideia do tentar não pensar.
Beijos

Djabal disse...

"Se vens a uma terra estranha
curva-te

se este lugar é esquisito
curva-te

se o dia é todo estranheza
submete-te

- és infinatamente mais estranho."

Orides Fontela

;-))

Fernando Maia disse...

Boa frase, ótimo blog.

Lady Cronopio disse...

Fernando, grata pela sua visita. Seja sempre bem vindo.
Abraços