abril 23, 2010

Incertezas de um tempo passado... (da gaveta)



enquanto amarro no peito o laço invisível da saudade que carrego no coração
marco em vermelho os lábios
deixo que o Sol reveja parte de mim
e largo um sorriso plástico no meio da calçada por ando passo
derramando poesia em cada pé que se revela
a passos apressados de viver ainda mais.
e no peito carrego uma cruz
na cabeça um desejo
no sexo um sonho
no olhar uma distância
na flor que reage à tempestade uma esperança
no vazio as presenças
na saudade medonha um sorriso de qualquer sentir
que não seja o de te ter novamente aqui.
da tua janela uma luz
olho pro outro lado ainda que ninguém esteja lá para me acolher
e apago a estrela que te dei.
ainda acho que lembrança minha qualquer te entristecerá um dia,
mas de que serve esta incerteza?

albanegromonte

3 comentários:

Um olhar no horizonte... disse...

Não adianta vagar no passado, apenas para colhermos dele belas palavras como estas suas... Vagar em letras é o melhor presente... esta sendo um prazer conhecê-la Lady Negromeonte... rs...

Dra.Vidona(Alba Negromonte) disse...

Esse vc tirou da gaveta e não sei porque o guardou!Apaixonei-me!

Lady Cronopio disse...

esse meu alter-ego me mata de vergonha...
kkkkkk!!!