outubro 17, 2008

Divina Morte




The Abduction of Psyche
William Bouguereau



a Francisco Silva,sertanejo que enfrentou a Morte com dignidade


novelo da vida, sofrida
desenrolado na boca do gato preto.
no espelho vejo.
é chegada a hora.
vem.
desperta-me o sonho acumulado
nestes dias de dor
arranca-me do peito o último
bater do tambor da vida
e me alivia o pranto.
traz-me o encanto do esquecimento,
o fim da guerra inútil
que travou-se neste corpo.
Cumpre teu destino
de anjo
e
traz, enfim,
a paz que eu mereço nesta Vida,
Morte.

albanegromonte, em 1991

2 comentários:

romério rômulo disse...

alba:
grande poema.
romério

Lady Cronopio disse...

Muito grata, Romério.
Sua visita por si só, já me alegra, e um comentário seu me deixa feliz.