julho 11, 2008

Guatemalco


A Ovelha Negra

Em um distante país existiu há muitos anos uma Ovelha Negra.
Foi fuzilada.
Um século depois, o rebanho arrependido, esculpiu-lhe uma estátua que ficou muito bem
no parque.
Assim, daí por diante, cada vez que apareciam ovelhas negras, eram rapidamente levadas às armas para que as futuras gerações de ovelhas normais pudessem exercitar-se também na arte da escultura.

(tradução caseira de Cronopio)




Augusto Monteroso (1921-2003)

Nascido na Guatemala e tendo vivido no Mexico, observou a fauna deste país e de outros tantos, com olhos de sabedoria, convenceu-se de que "os animais se parecem tanto com o homem que às vezes é impossível distingui-los deste". "Assim surgiu La Oveja Negra E Demás Fabulas"
É deste autor, o menor conto do mundo:
"Cuando despertó, el dinosaurio todavía estaba allí".

5 comentários:

lottery raffle disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Djabal disse...

E o dinossauro continuará incólume...
Beijos.

Lady Cronopio disse...

Certamente, caríssimo...

Dr. Spock disse...

Meu Deus... Estou me sentindo uma ovelha negra agora!!! Sou considerado o único Cronópio rebelde deste blog...

Lady Cronopio disse...

rsrsrs...
Não se preocupe, Doctor Spock!
Logo mais surgirão outros rebeldes.
Beijos