agosto 04, 2006

Historia de Cronopia

Um Cronopio disfarçado no frio...



outro dia (um dia muito feliz), eu ganhei de presente meu tão sonhado livro de Cortazar sobre os Cronopios e Famas.
desde então não largo dele que me acompanha por todos os meus andares.
leio&releio.
abro páginas aleatoriamente.
tem histórias que já sei de cor...
então hoje eu estive meio triste, e alguém muito querido me sentiu assim, pelo jeito de falar, não sei bem... talvez eu seja mesmo muito transparente nos meus sentimentos...
dei-lhe uma desculpa qualquer e disse-lhe que conversaríamos depois&depois.
saí pro trabalho, viajando naquela tristeza naquela tão doída e meu radio tocou uma velha canção que sempre me aquece... She... aí a lágrima besta não se aguentou mais e desceu com toda a plêiade que a acompanhava bem no pára-brisa do meu carro e no meu rosto um tanto cansado dos dias estranhos que se vive por este mundo de meu Deus.
um acidente logo à frente, travou o trânsito.
como ainda era cedo, parei no Marco Zero do Recife, que fica à beira do cais...
brilhava uma lua linda sobre o rio.
e como havia luz, peguei Julio pela mão e fomos sentar na murada.
o vento assanhava meu cabelo que anda muito comprido... prendi-o do meu jeito habitual.
abri o livro e li a historinha do Cronopio que se formou em Medicina e abriu consultório. um homem veio ter com ele, e queixou-se de que não conseguia dormir à noite, comer, sorrir... o Cronopio então receitou-lhe um ramo de rosas. o homem achou estranho, mas foi lá e comprou.
logo ficou bem. feliz, com vontade de comer e passou a dormir bem.
voltou então ao consultório do Cronopio, pagou-lhe a consulta e deu-lhe de presente um ramo de rosas.
no mesmo instante, o Cronopio passou a não dormir bem, comer e ficou triste...
então um sorriso me veio.
e entendi o que se passava.
Cronopia que sou.
apenas absorvi o sentir de alguém a quem ofereci um ramo de rosas e um ombro pra suportar o mundo.
espero que meu paciente esteja bem.
eu, depois que compreendi a essência do Cronopio, já me alegrei um tanto.

albanegromonte

2 comentários:

| disse...

Nossa...eu quero mais!Posso ter mais dessa histórias? são tão boas.
É sempre maravilhoso ter lugares assim para se ler um pouco...
merci por deixar-me ler.

beijos e sua escrita é linda!

Au revoir

Clayton disse...

esses cronopios estão me interessando.